Inscrições

ERPI

Admissão de Utentes

O período de inscrições decorre no mês de novembro e destina-se a preencher as vagas que ocorram durante o ano civil seguinte ao da inscrição.

Para efeitos de admissão, o Utente/Responsável/Representante legal deverá candidatar-se através do preenchimento de uma ficha de inscrição, na presença de um elemento da Equipa Técnica do Serviço de Ação Social, que realizará também a entrevista social.

Na ficha de inscrição constará a identificação completa do Utente, o seu enquadramento social/familiar/económico e, ainda, os dados relativos ao Responsável/Representante legal.

No ato da inscrição, efetuar-se-á a avaliação inicial de requisitos e a avaliação diagnóstica.

A ficha de inscrição constitui parte integrante do processo do Utente e deve fazer prova das declarações efetuadas, mediante a entrega dos documentos abaixo indicados.

Poderá obter mais informações ao consultar o Regulamento Interno da Estrutura Residencial para Idosos (ERPI).

Se tiver dúvidas ou pretender agendar uma visita à Fundação-Lar, poderá contactar-nos por telefone ou através de e-mail.

Documentos necessários:

– Cartão de Cidadão ou, em sua substituição, Bilhete de Identidade, Cartão de Contribuinte, Cartão de Beneficiário da Segurança Social e Cartão do Serviço Nacional de Saúde;

– Cartão de Subsistema de Saúde (caso possua);

– Comprovativo dos Rendimentos;

– Última declaração do IRS e respetiva Nota de Liquidação;

– Relatório médico comprovativo da situação clínica do Utente (onde conste o quadro clínico e ateste em como não sofre de doenças infectocontagiosas ou do foro psiquátrico e, no caso de sofrer, que a doença está devidamente compensada e qual a medicação que toma; (1)

– Declaração de Consentimento assinada pelo Utente, autorizando a recolha e o tratamento dos dados pessoais, exclusivamente para o processo individual de ingresso na Estrutura Residencial para Pessoas Idosos (ERPI);

– Relatório social, caso o Utente seja acompanhado por algum serviço;

– 1 fotografia;

Cartão de Cidadão do Responsável/representante legal ou, em sua substituição, o Bilhete de Identidade e o Cartão de Contribuinte;

– Outra documentação, a especificar, que seja tida por necessária.

(1) Documentos que só serão entregues quando o Utente for convocado para avaliação clínica, a efetuar pelo médico da Fundação-Lar.

Fases da admissão

  1. O Utente/Responsável/Representante legal deverá reunir toda a documentação necessária para apresentar no ato da inscrição.
  2. A materialização da inscrição é efetuada através do preenchimento da ficha de inscrição, a qual constitui a intenção manifestada pelo Utente/Responsável/Representante legal em ingressar na Fundação-Lar de Cegos de Nossa Senhora da Saúde.
  3. O Serviço de Ação Social (SAS) analisa a candidatura com base nos critérios prioritários de admissão e, de acordo com o resultado obtido, o candidato será colocado na posição relativa da Lista de Espera. O primeiro da lista será o selecionado e, no caso de desistência ou da não disponibilidade para ingressar de imediato, avançará o seguinte, e assim sucessivamente.
  4. O SAS elabora a proposta de admissão para ingresso em ERPI.
  5. No caso do candidato reunir as condições de ingresso, mas não seja admitido, ficará automaticamente inscrito na Lista de Espera e, sempre que existir uma vaga para a ERPI, o seu processo será considerado, no universo dos candidatos inscritos.
  6. Em reunião do Conselho Executivo será aprovada a proposta de ingresso em ERPI.
  7. O SAS procede à abertura do Processo Individual do Utente.
  8. Após o Utente/Responsável/Representante legal ter tomado conhecimento e aceite as condições para a admissão, o regulamento interno e as normas de funcionamento da FLar, é elaborado o contrato de alojamento e prestação de serviços de ERPI.

6visitas total,2visitas hoje